21 de novembro de 2010

Planos Incertos com Expectativas Desleais.

Depois de tanto tempo ele ainda consegue mexer com meus sentimentos e com o meu olhar. Ainda me vejo pensando no nosso futuro que não vai existir. Consigo enxergar as nossas brigas com o intuito de aumentar nossa relação. Escuto nossos filhos gritando pelo corredor com nós dois correndo atrás deles para colocá-los de castigo. Sinto a preocupação da falta de dinheiro para pagar todas as contas que eu fiz comprando sapatos na Arezzo. E eu vejo que apesar de todas essas coisas o nosso amor consegue ainda ser maior, conseguirá superar todas as dificuldades que aparecerão, como em uma vida de casal mesmo. Mas tudo isso não passa de mera imaginação minha, não passa apenas de sensações e sentimentos que estão dentro de mim hoje, amanhã já não sei se será a mesma coisa. Porém já tem um tempo que esses pensamentos me cercam, e olha que é muito tempo, comparados aos sete meses pragosos que sempre me perseguiram desde a minha infância. Hoje, já faz tempo, e o ontem faz mais tempo ainda. Imagina um ano?
Me pego fazendo planos mesmo sabendo que eles não irão se concretizar, me pego fazendo a lista de compras do mês com um milhão de pacotes de fraldas, pois as do chá de bebê não foram suficientes por causa do seu filho cagão. E cremes caros para a nossa filha que nasceu com o cabelo duro, porque nosso filho não vai precisar, ele vai ficar careca mesmo, né? 
Mas eu tenho certeza que isso não irá dar certo, eu nunca confiei tanto em você, eu sempre acreditei que nunca daria certo. Nunca me entreguei por inteira para você, pois sabia que não iria dar em nada. Uma vez sonhei que me diziam que você disse que não deu certo, porque eu te amei pela metade. É, eu só me entreguei pela metade e talvez esse tenha sido o meu maior erro, mas vai ver que foi a coisa mais certa que eu já fiz em relação a nós. Será mesmo que existe um nós? Nem em questão de amizade mais existe um nós, existe um passado, pode ter sido um passado bem curto, mas foi o melhor passado que eu já vivenciei.
Então, faz um ano que me persegues e nem sabe o quanto. Um ano. Pra quem sempre se apaixonou por sete meses, um ano já é lucro. Por isso não quero te esquecer, quero poder dizer para alguém no meu futuro que amei por mais tempo do que eu pude imaginar um dia gostar de alguém. Pois essa é a verdade, nunca fui me de ficar apaixonada por tanto tempo. Me apego muito fácil as pessoas, mas você eu tenho certeza que tem algo a mais do que uma simples paixão. 
Só tento me apegar cada vez mais a você, pelo simples fato de apenas tê-lo em meus pensamentos.

Ps: 'Eu não sei se ele sabe o que fez, quando fez o meu peito cantar outra vez ♪ ' 

3 comentários:

  1. "Depois de tanto tempo ele ainda consegue mexer com meus sentimentos e com o meu olhar. Ainda me vejo pensando no nosso futuro que não vai existir. Consigo enxergar as nossas brigas com o intuito de aumentar nossa relação. "

    eu me sinto assim também

    ResponderExcluir
  2. copio textos dos ouutros ? oque ?

    ResponderExcluir
  3. Aquele de que ontem n sei o que e blá blá blá ?
    eu tinha pego ele no meu computador, e não sabia que era teu flor. Coloquei.
    não coloquei porque queria roubar teu texto nem coisa parecida, quando salvei aqui, não coloquei nome nem nada, se tivesse colocado, teria colocado o teu nome,
    não precisava falar desse jeito, mas enfim,
    vou exlcuir. não se preucupa. nao vou roubar teus créditos,

    ResponderExcluir