29 de dezembro de 2010

Felipe Mello Mendes.


A uns dias, muitos dias atrás, foi o seu aniversário e nem vim fazer um texto para você mas como você merece muito mais do que um simples texto venho a escrever para ti, depois de tantos dias de aniversário.

Dia 23 você completou mais um ano de vida e eu nem estava aí para te dar um abraço e nem dizer o quanto eu o amo, mas não importa porque no dia da comemoração eu estive lá, ao seu lado mesmo que tudo tenha acabado errado de uma certa forma, mas o que importa é que nada do que aconteceu interferiu em nada na nossa amizade.
Você nunca tinha me prometido que estaria lá quando eu precisasse, mas sempre esteve e isso me surpreendeu. Nunca pensei que você seria quem é na minha vida, sempre te imaginei como uma segundo opção, ou um segundo plano. Hoje pode ter certeza que é a minha primeira opção sempre, mesmo que as vezes não pareça, acaba se tornando. Nem sei como te dizer tudo o que você é na minha vida, as conversas, as danças, as risadas. Você é mais que um amigo para mim e nem sei como te mostrar isso, olha que chato. Eu queria poder te homenagear o tanto que você merece, mas não sei se consigo, pois se eu fizesse de um tudo, eu não conseguiria te mostrar o quão sou grata por ter você na minha vida. Você é para mim o que ninguém jamais foi. Você é o ombro que eu escolhi para chorar, o abraço que eu escolhi para dar. Você me dá tudo o que eu sempre quis em uma amizade, você sabe me dizer as coisas certas nos momentos certos, sabe me fazer rir, e sabe mais do que ninguém como ser meu irmão. Você me mostrou que amizades podem ser verdadeiras, e que homens podem ser amigos de mulheres. Nem tenho como te agradecer pelas noites no msn jogando, pelas vitórias no campo minado. 
Obrigada por tudo o que você já fez por mim nesses anos todos que vivemos juntos que não são nada do que ainda vamos viver juntos, porque a nossa amizade eu espero que seje por muitos anos, e quem sabe para a eternidade, pois o que há de mais puro você já me mostrou que existe.
A uns dias atrás eu te desejei tudo de melhor, e hoje não vou deixar de desejar tudo em dobro. Você merece mais que qualquer um que eu conheça, você merece muito amor pela vida e muitos amigos, mas espero que você sempre deixe um lugar reservado para a sua irmãzinha aqui, tá? Pois você sempre terá um pedaço muito grande do meu coração, pois você entrou para nunca mais sair. Eu te amo muito, muito mais do que você possa imaginar. E um Feliz Aniversário Atrasado.

Escrever.

Antes eu escrevia para as pessoas comentarem e esse foi o maior erro que eu cometi quando comecei a escrever. Hoje quando eu vejo, ou escuto algo eu logo já penso em escrever o que vem a minha mente, hoje já não mais me importo se alguém irá ler, ou se alguém irá postar um comentário ou a quantidade de seguidores que aparece ali do lado sabe? Então, hoje eu escrevo para mim. Eu escrevo para marcar certos momentos que eu já passei, e o meu sentimento naquele tal dia. Hoje eu escrevo de coração, já não escrevo mais com os dedos e sim com a mente. As vezes eu paro no meio da aula, abaixo a cabeça pego o meu caderno e começo a escrever um monte de baboseiras sem nexo, e quando eu vejo se formou mais um texto e quando chega a noite eu sempre acabo mudando alguma coisa, mas eu sempre chego e posto aqui. Posto, porque eu sei que se ficar em uma filha de caderno eu sei, que eu irei perder até porque eu sou mega desorganizada, e quando tem alguma coisa arrumada confesso que não consigo achar nada. As vezes sinto vontade de começar a desenhar, e a rabiscar papéis, isso sempre me vem a mente mas como eu não sei desenhar eu sempre acabo escrevendo, coisas sem sentindo, claro!
No ônibus eu sempre penso no que escrever quando chegar em casa, no colégio, na rua, ouvindo música. Escrever já faz parte da minha rotina, já faz parte da minha vida. Mesmo que eu não a faça bem, eu continuo fazendo para ver se um dia quem sabe, eu realmente aprenda a escrever. Um dia quem saiba eu ainda faça uma carta bonita para alguém, quem sabe um dia eu ainda faça uma declaração de amor para alguém que eu não conheço. As vezes é bom cometer loucuras, umas boas e ruins. Não tem importância, um dia a gente aprende que arriscar é o que mais vale apena nessa vida, e se um dia eu descobrir isso vou tentar atropelar qualquer dos meus medos existentes.
Me pego refletindo porque eu resolvi fazer um blog, acho que foi para fazer dele o meu diário público, porque quem lê meu blog sabe quase tudo da minha vida amorosa, e chega a ser engraçado eu falar isso. Ah, na verdade eu só queria deixar claro que hoje a essência da minha vida, se tornou a da escrita

28 de dezembro de 2010

Pensar, preguiça, cansar.

     Quando eu realmente paro para pensar eu vejo do que nada do que eu tenha feito tenha tido proveito para alguma coisa. Nada tem mudado na minha vida, e tudo tem sido a mesma coisa de sempre, isso porque talvez eu tenha parado de viver, e tenha me tornado simplesmente uma morta viva. Não tenho feito nada para somar na minha vida, mas ao mesmo tempo tenho sentido que tenho feito de tudo para ser uma pessoa melhor. 
     Quando eu realmente paro para pensar eu não me esforço em nada do que eu faço, a não ser em dormir. Tenho preguiça de mastigar, preguiça de estudar, preguiça de tudo, até de sair do computador para deitar na cama eu tenho preguiça, e isso faz de mim uma pessoa estranha e muito preguiçosa. Isso me faz um certo mal, pois chega uma hora que eu quero explodir com tudo e não posso, pois não tenho moral para dar lição de que ser preguiçoso é errado. Tudo do que eu tenha feito não tem adiantado de nada e isso me causa um certo aperto as vezes, me causa uma sensação de vazio. Ah, essa é a expressão que eu queria usar, 'um certo vazio', tudo do que eu faço não tem sentido e não tem valor, tudo tem se perdido em datas que eu já não me lembro mais.
     Tenho ficado meio dispersa com muitas coisas, principalmente com a vida, ou seja, tudo. Tudo tem sido tão pouco e tão insatisfatório que chega a me causar um certo distúrbio, um certo medo, não sei. E o pior de tudo isso é que eu não consigo mudar mais esse fato, parece que o tempo passa e eu acho que consegui resolver tal fato, e quando eu vejo eu estou de mãos atadas novamente, como se tudo tivesse virado pedras novamente. Tudo se perde de uma hora para a outra que eu me vejo sem forças para construir tudo novamente.
     Eu vejo que nessa vida nada do que a gente faça será de importância para alguém, as pessoas sempre vão querer mais, mais e cada vez mais. Vão querer sempre sugar o que você não tem, sempre vão pedir coisas que você não pode dar, coisas que ela talvez não também não tenha capacidade de dar, mas ela sempre vai querer cobrar algo de você, mesmo que você seja incapaz de um dia dar a essa pessoa e a qualquer outra. A vida nos mostra que você tem que sempre dar o seu melhor para tudo e para todos, mas isso geralmente não acontece pelo fato de você estar acostumado com o que você tem, tudo o que você recebe das outras pessoas, você acaba se tornando um preguiçoso de viver, assim como eu acabo de me tornar de uns tempos para cá. Mas isso não quer dizer que eu vá me matar, ou que eu vá deixar de viver e que eu vou deixar de fazer as coisas para as outras pessoas, isso só vai me fazer parar de fazer coisas para as pessoas que não merecem ao meu ponto de vista, e isso faz de mim uma pessoa egoísta e fria, talvez. Mas a verdade é que ninguém quer ser o vilão como diria o pc siqueira todo mundo quer ser o bonzinho dá história, quer sempre colocar a culpa para a pessoa que estiver mais perto dela no momento. Tudo do que você faça, nunca será o suficiente para a pessoa que está a seu lado, e isso me fez parar de fazer certas coisas para certas pessoas.
     As vezes eu canso de viver, canso de andar, canso de ver pessoas manipulando as outras, canso de ver as coisas, canso de escutar certas coisas, canso de comer, de dormir, falar, escrever. Cansei de viver.

24 de dezembro de 2010

Adeus? Nunca mais.

Quando eu acho que não vou mais ver você nos meus sonhos, quando eu acho que você irá desaparecer na minha vida, você vem sorrateiro com esse seu jeito de malandro e estaciona mais uma vez no meu coração. Será que é mais uma vez, ou você nunca saiu de lá desde o momento que entrou? Uma vez tive a sensação de que o meu sentimento por ti, tinha ido pelos ares e quando eu estava em pleno êxtase, você me apareceu, deu aquele sorriso e me mostrou que ainda lembra como se pronuncia o meu nome. E tudo o que eu sentia começou a fazer sentido. Tudo aquilo que eu imaginava ser de mentira e passageiro, se mostrou verdadeiro e permanente. Isso de certa forma me atormenta um pouco, pelo fato de eu saber que você já não mais me pertencerá mas mesmo assim eu vejo o quanto eu gosto de sentir essa sensação que é de gostar de você. Eu gosto da ansiedade, eu gosto da situação que eu vivo sendo a vilã da história. Essa é a parte mais legal da história, eu gosto de ser a vilã, nunca pensei que isso seria tão divertido e tão empolgante, porém nada como ser a mocinha do fim da história, pelo menos ela sempre sai com o príncipe da parada.
Não quero que o sentimento que eu nutre por você até hoje, seja desperdiçado numa borra de café. Quero que tudo aquilo que eu construí dentro de mim nesse tempo todo, seja permanente e que sirva de alguma coisa no futuro. Espero um dia poder estar contigo, pois já não mais me vejo com outro sem ser você. Não me vem na cabeça em nenhum momento eu casando com outro, tendo filhos com outro, namorando com outro sem ser você. Sei que isso tudo não se passar de uma grande ilusão, mas o que adianta dizer que é uma grande ilusão, se eu gosto de viver nela? Eu gosto de fazer parte dela e só a alimento cada dia mais com esse amor que eu sinto por ti.
Espero um dia poder te tocar mais uma vez, e nem que eu tenha que esperar deitada a sua vinda, eu a esperarei pois você sempre terá um lugar dentro de mim, você sempre vai ter o que quiser de mim. Então para que já não me alongues mais, vou dizer que essa é só mais uma vez que eu digo que te amo.

Ps: É engraçado como eu escrevo endereçado a ele, mesmo sabendo que ele jamais irá ler.

21 de dezembro de 2010

De novo, outra vez.

Minha cabeça está em tremenda turbulência desde o dia que te conheci. Quando eu ti vi pela primeira vez, com aquela face que me passava uma enorme segurança, com os olhos que mostravam a malícia que estava presente, quando vi você não pude negar que fiquei impressionada e que de alguma forma você estaria preso dentro de mim. Eu acredito em amor a primeira vista, já que amigos se reconhecem e não se conhecem, então porque seria diferente com os nossos amores? Me peguei presa a você de uma certa forma, onde eu te procurava e tentava te alcançar de todas as maneiras possíveis, mas parecia que quanto mais eu remava, mais longe da terra eu ficava. 
Quando eu finalmente consegui te alcançar e te ter nos meus braços como se fosse o meu amor, eu vi que tudo o que eu precisava era muito mais do que aquilo que eu imaginava precisar. Tudo se tornou tão pouco quando conquistado, meu rumo agora era outro. Era tentar conquistar o seu coração de pedra, eu tentava fazer de tudo para ser diferente das demais, tentava fazer algo inusitado, tentava ser carinhosa e fazer coisas que só eu faria e não estou falando de malícias não, estou falando de pequenos atos que marcam certas pessoas. Eu usei as táticas infalíveis que eu sempre usei, medi cada palavra para não te ferir em nenhum momento, me preocupei com o que você dizia e com as suas opiniões, briguei quando você precisou levar um esporro.
Hoje vivemos cada um para o seu lado, as vezes trocamos palavras nada confortáveis que traz um ótimo bem estar dentro de mim, só por saber que você ainda lembra o meu nome. Hoje vivemos como se nada tivesse acontecido, e que nada do que vivemos fizesse importância, porém é isso mesmo! Eu criei uma certa importância em ter você na minha vida, mas eu sei que nada do que eu fui, e o que eu sou, é importante para você, e eu tenho a plena consciência disso pois não sou idiota apenas me faço.

# E quando eu acho que não vai dar mais certo,
você vem e senta um pouco mais perto ..
e me dá um beijo :*

13 de dezembro de 2010

Não sei ao certo o que é isso.

Sinto falta do tempo em que tudo em minha volta era gigante, quando o meu quarto tinha espaço para tudo, quando o meu caderno parecia gigante e sempre sobravam folhas no final do ano. Sinto falta dos brinquedos do kinder's ovos que eram uma delícia e estava ao alcance de todos, sinto falta da minha infância onde eu achava que tinha o mundo inteiro dentro de mim, onde a indiferença não existe e que a maldade nem passava pela a minha cabeça. Sinto falta dos abraços do meu irmão, das brincadeiras na creche. Sinto falta das pessoas que fizeram parte da minha vida e hoje eu nem sei mais onde elas estão. Sinto falta dos sabores horríveis que eu sentia pelo café e pela cenoura. 
Quando você vai crescendo o mundo de certa forma vai perdendo a sua cor, e você vai percebendo que você não é nada, você é um mísero ponto final em uma frase continuativa. Sem sentido só para dar um tempo de alívio para a pessoa respirar. Tudo que você admirava se torna tão fútil e tão insignificante quando você cresce, e você vê que tudo não é nada daquilo que você sempre imaginou ser. Tudo é questão de tempo.
Quando me deparo com crianças fazendo as mesmas coisas que eu fazia a um tempo atrás, dou um sorriso e vejo que a infância não está perdida. Mesmo nesse mundo de perversão a infância nunca estará perdida. Ela mesmo que as vezes não pareça, ainda guarda o gosto doce do chiclete, o gosto doce da bala juquinha. Ela ainda guardará as lembranças que ainda virão, quando essas crianças crescerem e é assim que eu quero que aconteça, e eu sei que acontecerá. 
Quando você cresce e faz dezesseis anos acha que o mundo está ganho e que a sua vida será essa para sempre. Você não enxerga que ainda tem muitos anos de vida pela frente, e que seu futuro só você vai poder mudá-lo. Ninguém, ninguém pode te dizer o que fazer, você tem que saber o que fazer porque um dia você estará sozinho pelo mundo, sem ninguém para te dar aos mãos, e verá tudo o que você escreveu um dia no seu blog, ficaram nas telas daquele computador e você continuou na mesma, mesmo depois de ter escrito ao invés de ter mudado o seu rumo. Vai ser nesse dia você irá se deparar que quando você era pequeno e achava que tudo era grande e você não se importava em crescer, era tudo uma mera ilusão da sua infância que você carregou para o resto da sua vida, e foi completamente em vão.
Você ainda está dormindo quando todos a sua volta estão acordados, e quando você percebe isso já é tarde demais, já te pintaram e te zuaram. É tarde demais para reaver os estragos, mas nada como esperar o outro dia e ser o último a ir dormir e ser o primeiro a acordar. Nada do que você faça não terá uma forma de você concertar, tudo pode mudar basta você querer. Tudo o que está a sua volta, é o reflexo da sua vida de quando você era pequeno. Basta você olhar no fundo, no fundo, você verá as mesmas coisas que você via a uns anos atrás.

# Ainda somos os mesmos e vivemos como os nossos pais ♪

12 de dezembro de 2010

Palpite.

Esses dias tenho me sentido estranha por estar enganando uma pessoa. Mas será que eu estou enganando essa pessoa, ou eu estou me enganando sozinha fingindo que não estou vendo o que está na minha cara, acho que para ser mais exata, tenho sentindo coisas que eu só senti pelo meu primeiro namorado, e o mais impressionante estou sentindo saudades. 
E esse novo ser que vem me falando coisas estranhas, coisas que acabam me comovendo. Porém acho que fui traída pela minha pobre metidez, se é que isso existe. Pelo fato de eu me auto-afirmar tanto, tanto, tanto acho que acabei caindo na minha própria armadilha que eu tinha escondido tão bem, mas vejo que não me adiantou de nada. Mas a maior verdade é que eu estou com muito medo. Só pelo fato de ter errado tantas vezes a mesma tecla, e pelo fato de ter medo de ter vergonha nele depois. Tá! Ele não é uma beldade e eu sei que vou escutar muito de certas pessoas. E não quero ver ele passando por isso, ou é eu que não quero me sentir tão baixa sendo a bola da vez nas zuações? 
Eu nunca senti nada por ele, exatamente nada. Sabe aqueles caras que você olha e não sente completamente nada? Que você abraça e não vê a hora de largar? É, parece meio estúpido falar desse jeito mas é o que era até a uma semana atrás. Porém essa semana tem sido estranha, está tudo ficando de pernas para o ar! AH NÃO ACREDITO, acabo de me lembrar deve ser a minha tpm, deve ser. E VAI SER. espero que isso passe logo, porque não aguentaria estar apaixonada por ele, não aguentaria mesmo. 
Ele é uma pessoa bastante legal, sempre me tratou muito bem! Não tenho nem o que reclamar perante a isso, sempre me ajudou quando precisei, sempre esteve ali para conversar e me encher o saco. Vai ver foi isso que fez ele me conquistar.

#  O amor pode acontecer, de novo pra você. palpite. ♪

Seres não-humanos.

Nós seres humanos, não temos nada de humanos. A gente vive em um mundo onde a hipocrisia está por todos os lados e não vou dizer que não faço parte desse que praticam o mesmo. Estou incluida nessa sociedade acomodada, onde não fazemos a nossa parte e só fazemos quando o outro nos obriga, onde o outro nos impõe limites. É assim na escola, quando só estudamos para a prova. Ou no trabalho, onde só damos o nosso melhor para ganhar um aumento, ou uma promoção. O fato é que o homem não está nem aí para o próximo, só quer saber do seu mísero e pequeno rabo.
Se cada um de nós fizéssemos a nossa parte talvez a sociedade e a vida melhorariam, se não fôssemos tão egoístas e tão prepotentes a vida não seria dessa forma. Se parássemos de reclamar do que o outro faz e fizemos a nossa parte, nada dessa vida medíocre que nós vivemos iria acontecer. Isso me revolta de certa forma, por saber que eu, também faço parte dessa sociedade acomodada.
E quando eu chego nesse começo, pequeno final de texto eu vejo que escrevi, escrevi e não disse nada. Porque antes de falarmos qualquer coisa que seja de efeito para o mundo, temos que pensar, então prefiro voltar ao meu estado de pensamento, antes que eu acabe falando besteira.

9 de dezembro de 2010

Casos, besteiras e segredos.

Qualquer coisa que eu vir a escrever você sabe que nada vai superar as demonstrações de carinho, de afeto e de amor. Você já me provou coisas que poucos já provaram. Você já me ensinou certas coisas que não me ensinaram e nem irão de me ensinar, pois as coisas que aprendi com você foram únicas e especiais. Não queria fazer desse texto uma coisa clichê mas até acho que já está um pouco, mas espero que você nunca interprete isso de forma chata, ou de forma errada.
O que passamos juntas durante um ano, parecem que foram mais de dez anos de amizade, tudo passou tão rápido que eu sequer notei que o tempo voou. Quando eu me deparei você já não estava mais na classe, estava em um outro lugar tão sonhado por ti, mas confesso que olhei para o lado e me perguntei sozinha 'O que estou fazendo aqui?' . É sem você por lá, as coisas eram e são, totalmente diferentes do que nós planejamos juntas ano passado. Era para sermos amigas de classe pro resto da vida, trabalharmos juntas e sermos grandes amigas, mas o destino as vezes nos mostra que podemos ser amigas para sempre, mas cada uma em um certo lugar. Hoje pode não ser nada do que planejamos mas eu ainda prevejo o nosso futuro juntas, trabalhando talvez, juntas em hospital ou em um laboratório ou como escritoras, nunca se sabe né? Apesar de você nunca ter admitido que escreve mais do eu, você sempre soube que as suas palavras sempre serão melhores do que a minha.
Não querendo tornar esse texto mais clichê vou falando logo para não terminar de ler, por favor.
Hoje só tenho agradecer a Deus e a seus pais, por terem me dado uma das coisas mais preciosas que eu tenho nessa vida, que é a sua amizade. Agradeço à você por ter estado todos os dias para mim desde o momento que nos conhecemos, pode até fazer pouco tempo, porque você sabe que quase 2 anos não são nada do tempo que eu ainda quero compartilhar com você ao meu lado. Você sabe que ainda temos muito o que viver, muito o que conversar, e muito o que chorar juntas. Pois a nossa amizade foi e é assim. Perfeita. É,  pode não existir a tal perfeição, mas você sempre esteve lá para mim, sempre soube me ouvir mesmo quando não aguentava mais eu falar de namorados e de garotos, nunca me julgou sempre esteve pronta para me pegar no colo quando eu precisava de um carinho. Sempre esteve pronta para me emprestar os ombros quando as minhas lágrimas insistiam em cair por aqueles que não me fizeram nada bem. Me emprestava as suas carestas que sempre me fizeram sorrir, me contava as histórias da sua infância que sempre me faziam chorar de tanto rir, mas quem é que não rir quando está em pleno restaurante e sua amiga conta que tomava o famoso milk-água com o seu irmão mais velho? É, não tem como segurar as risadas para não ficar pagando tal mico em pleno Môkôtô ou Mokotó? É, acho que essa pergunta nunca será respondida de certa forma.
Quero te dizer que nada do que eu escreva, ou do que fale irão valer pelas demonstrações de carinho que já tivemos uma para com a outra. Nada nesse mundo iria adiantar se não houvessem tais afetos que trocamos uma com a outra, não é? O incentivo que você sempre me proporcionou são essenciais para o crescimento da minha maturidade. Você sempre esteve lá para apoiar meus sonhos, sejam eles os mais mirabolantes possíveis, esteve lá na sala de dúvida para ver o Beto e seus óculos.
Amiga, não tenho nem mais o que dizer, e você sabe do que tudo o que eu disse NUNCA, chegarão aos pés do meu sentimento por você. Nada nesse mundo irá nos separar e assim eu espero do fundo do meu coração. Espero trabalharmos juntas, e quem sabe ingressar juntas na faculdade de medicina, que tal? Seria perfeito. Obrigado por ser quem você é, e por sempre ser essa amiga incrível que você é.
E, você sabe ... melhor amiga, é melhor amiga.

30 de novembro de 2010

Família ou não, é a minha.

Esse ano para mim, foi o melhor que eu vivi. Deve ser pelo fato de eu ter feito muitas coisas, e conhecido pessoas incríveis. Pessoas que eu jamais pensei que se tornariam amigos, se tornaram para o meu grande espanto. Certas coisas aconteceram e passaram tão rápido que eu nem me dei conta do que estava havendo, e só agora quando eu paro para ver o que nós fizemos juntos esse ano, eu vejo que vivemos coisas incríveis e momentos inesquecíveis que ficarão marcados para sempre dentro do meu coração.
Posso até não falar com muitos que entraram e fazem parte dessa grande família, mas o que eu posso dizer é que tem pessoas que fazem parte delas que são como um tesouro para mim, me mudaram de certa forma, me fizeram crescer e ver o que é você está lá quando precisar. Posso até não vê-los nunca mais, mas como tudo depende só de mim, e de vocês, espero que estejamos sempre unidos, seja na praia, ou no shopping ou no bar do Iraque. 
As praias, os churrascos, as bebidas, as conversas, e a cima de tudo o companheirismo vivido entre a gente, sempre ficará marcado dentro de mim, como algo que me mudou por completa de certa forma. Tenho muito o que dizer dessas pessoas, mas fica aqui a minha gratidão por ter vocês na minha vida.

Tathianne com a sua doçura e seu jeito de criança.
Biazinha linda que com a sua ;x ela me entende. hahahhaha ;x
Samanta com a sua capa mentirosa de gente grande, mas que na verdade é um bebezão.
Natthaly com a sua sinceridade, e com nem um pouco de vergonha.
Carolina que eu nunca pensei que se tornaria algo tão legal para mim.
Douglas que já foi mais amigo, mas isso não impede de dizer que ele ainda é o meu pretinho.
Weslley que não tenho nada a dizer, porque não precisa. Está na cara.
Sapê/Jean que com sua espontaneidade me dá um grande medo as vezes.
Paulinho que eu não consigo mais chamar de Paulinho, que é/foi como um irmão para mim.
Jean Coutinho que era só mais um, e hoje é um paizão. Que não é nada envergonhado.
Victinho que foi uma das melhores coisas que eu ganhei esse ano. É o meu diário masculino.

Ps: Pode ter ficado igual o da Samantinha, mas o significado vai muito além.
E espero que a nossa amizade esteja só no começo, porque o que virá é o que eu espero com muita ansiedade. MINHA ETERNA FAMÍLIA C$

26 de novembro de 2010

Um eu, não eu.

Confesso que estou me sentindo um pouco pouco é pouco, estou mega mal por ter copiado o blog de uma pessoa. Mas o pior é, eu não percebi que estava copiando o estilo dele. Confesso que não sei o que está acontecendo comigo, talvez seja uma lavangem cerebral que eu sofri, ou colocaram um chip na minha mente enquanto eu estava dormindo. Não sei o que aconteceu comigo da noite para o dia, eu só torço para voltar a ser aquela menina meiga, manteiga, que vivia num conto de fadas meio cheio de tormentos, mas ainda prefiro eles a vida que eu estou vivendo em um dia. Como em um dia eu pude mudar tanto os pensamentos? Acho que não foi em um dia, foi há meses atrás, e só agora o efeito cumulativo veio fazer efeito, e não é que fez. 
Virei uma máquina sem pensamentos, sem coração, sem escolhas. Aonde eu imitei uma pessoa que era diferente e por isso fiz dessa pessoa nada menos sem graça, e perdi totalmente a minha essência, a minha tão sonhada diferença desse mundo. Me tornei só mais um entre tantos que copiam e colam a vida, e as escolhas das pessoas que está cercado. E essa é a verdade, todos copiam, todos colam e não percebem e pelo fato de eu ter percebido o que aconteceu eu me tornei uma pessoa diferente. ou pode ser que não. É, me senti péssima por ter feito o que fiz, mas já mudei, escolhi ser eu mesma do que tentar viver a vida de outra pessoa que aliás, nem sabe que eu existo.

Ps: eu por um momento, imitei o blog Pc Siqueira e não fui feliz com a minha escolha ...

21 de novembro de 2010

Planos Incertos com Expectativas Desleais.

Depois de tanto tempo ele ainda consegue mexer com meus sentimentos e com o meu olhar. Ainda me vejo pensando no nosso futuro que não vai existir. Consigo enxergar as nossas brigas com o intuito de aumentar nossa relação. Escuto nossos filhos gritando pelo corredor com nós dois correndo atrás deles para colocá-los de castigo. Sinto a preocupação da falta de dinheiro para pagar todas as contas que eu fiz comprando sapatos na Arezzo. E eu vejo que apesar de todas essas coisas o nosso amor consegue ainda ser maior, conseguirá superar todas as dificuldades que aparecerão, como em uma vida de casal mesmo. Mas tudo isso não passa de mera imaginação minha, não passa apenas de sensações e sentimentos que estão dentro de mim hoje, amanhã já não sei se será a mesma coisa. Porém já tem um tempo que esses pensamentos me cercam, e olha que é muito tempo, comparados aos sete meses pragosos que sempre me perseguiram desde a minha infância. Hoje, já faz tempo, e o ontem faz mais tempo ainda. Imagina um ano?
Me pego fazendo planos mesmo sabendo que eles não irão se concretizar, me pego fazendo a lista de compras do mês com um milhão de pacotes de fraldas, pois as do chá de bebê não foram suficientes por causa do seu filho cagão. E cremes caros para a nossa filha que nasceu com o cabelo duro, porque nosso filho não vai precisar, ele vai ficar careca mesmo, né? 
Mas eu tenho certeza que isso não irá dar certo, eu nunca confiei tanto em você, eu sempre acreditei que nunca daria certo. Nunca me entreguei por inteira para você, pois sabia que não iria dar em nada. Uma vez sonhei que me diziam que você disse que não deu certo, porque eu te amei pela metade. É, eu só me entreguei pela metade e talvez esse tenha sido o meu maior erro, mas vai ver que foi a coisa mais certa que eu já fiz em relação a nós. Será mesmo que existe um nós? Nem em questão de amizade mais existe um nós, existe um passado, pode ter sido um passado bem curto, mas foi o melhor passado que eu já vivenciei.
Então, faz um ano que me persegues e nem sabe o quanto. Um ano. Pra quem sempre se apaixonou por sete meses, um ano já é lucro. Por isso não quero te esquecer, quero poder dizer para alguém no meu futuro que amei por mais tempo do que eu pude imaginar um dia gostar de alguém. Pois essa é a verdade, nunca fui me de ficar apaixonada por tanto tempo. Me apego muito fácil as pessoas, mas você eu tenho certeza que tem algo a mais do que uma simples paixão. 
Só tento me apegar cada vez mais a você, pelo simples fato de apenas tê-lo em meus pensamentos.

Ps: 'Eu não sei se ele sabe o que fez, quando fez o meu peito cantar outra vez ♪ ' 

15 de novembro de 2010

Uma boa amizade.

Entre nós pode até um dia ter havido segredos mas hoje eu posso dizer que segredos já não mais existem. Antes eu tinha medo de contar as coisas para ele, tinha medo de ele me virar as costas e me julgar, de se afastar e acabar com tudo o que eu tentava criar a um bom tempo atrás. Confesso que ele me surpreendeu mais que qualquer homem nesse mundo até hoje. Ele não me deu provas que estaria lá, ele não me disse nada, ele só estava lá. Como num passe de mágica ele me apareceu para me confortar com as palavras, mesmo que no começo fossem só monossílabos mas que de alguma forma faziam uma grande diferença para mim. Ela por sua vez sempre esteve quando eu precisei, sempre me deu provas que estaria lá comigo quando eu precisasse, foi a minha fiel escudeira desde que eu me lembro de nossos primeiros dias de amizade. Ela, se afastou por um tempo, coisas do tempo sabe? Mas eu sempre soube que quando eu precisasse ela estaria lá. 
Eles são como a minha família hoje, até porque meus irmãos de verdade estão mais para, ah deixa para lá vocês não iriam entender mesmo. Mas o que eu quero dizer que eles substituiram meus irmãos de verdade; Ela pegou o lugar de irmã mais nova, e ele se tornou meu irmão mais velho. Inverteu os papéis da vida real. Eles ocuparam um espaço na minha vida que nenhum outro amigo ocupou, e tenho orgulho de dizer isso, pois ele são a verdadeira prova que amigos de verdade permanecem no tempo, mesmo que o tempo apareça. Faz quanto tempo mesmo que eu conheço vocês mesmo hein? Ah, podem ser 4, 5 anos, mas o que importa é que foi na hora certa, na hora em que eu descobri o que é amizade de verdade. Podem dizer o que for, eles sempre estarão lá, eu sei que estarão. E o que eu mais espero é estar para eles. 
Eles para mim são as jóias perfeitas que eu conseguir conquistar, podem dizer, e podem acreditar no que for, pode até ser que a gente se conheça de outras vidas, ou não. Mas o que importa para mim é que eu sempre soube que eles seriam tudo para mim. Posso perder todos os amores da minha vida, mas que eu não perca eles dois.
Então, só o que eu posso pedir a Deus, é que nunca me tire eles, que eles nunca se percam na vida como tantos amigos já se perderam por aí, e que se eu estiver errada me mostre para que eu possa perdoar a mim mesma. Eu só quero que eles estejam comigo para o resto da minha vida. 
Obrigada por existir, Thayná Marques e Felipe Mendes. 

#  Enquanto existir vida, vocês serão a minha.

12 de novembro de 2010

Confesso que ...

 não sinto saudades. Que prefiro minha calça jeans de 2006 a qualquer uma nova que eu tenho no armário. Que metade das pessoas que eu convivo não fazem a mínima diferença na minha vida. Que meu irmão, nem é tão irmão assim. Que meu melhor amigo já foi um amor platônico. Que minha melhor amiga é a minha melhor amiga desde que eu sei o que é amizade. Que meu cantor preferido é o Chico Buarque. Que eu só curto pagode por causa do ex-namorado. Que meu doce preferido é brigadeiro. Que eu prefiro doce a salgado. Que eu prefiro escrever do que a ler. Que eu prefiro pintar a desenhar. Que eu prefiro sonhar a viver no mundo que eu vivo. Que não consigo tirar nota boa em história com esse novo professor. Que eu só gosto de escutar música alta, muito alta. Que eu não suporto saber que algum amigo meu usa/usou drogas. Que eu não consigo odiar ele se quer por um segundo. Que eu não brigo com ele porque eu sei que se eu brigar, a gente nunca mais vai se falar. Que eu sou apaixonada por ele desde a primeira vez que eu o vi. Que eu costumo negar certos sentimentos. Que eu não saberia dizer não ao meu ex. Que eu faço de tudo para não magoar a minha mãe. Que eu odeio quando copiam algo meu. Que eu gosto do meu celular, apesar dele ser lerdo. Que eu penteio o cabelo todo dia. Que eu vivo de escova para me sentir melhor. Que eu sou apaixonada definitivamente pelo meu coelho. Que o nome do meu coelho é em homenagem a ele. Que eu só comecei a gostar do Michael Jackson depois que ele faleceu e eu comecei a entender a vida dele. Que eu adoro fazer aniversário e não dispenso um bom dia. Que eu tento ser simpática com todas as pessoas e juro que não forço em momento algum. Que eu sou simpática com o cabeleireiro lindo, e ele me dá mole. Que eu sou assinante da revista Gloss mas só leio uma coluna. Que eu odeio a revista Toda Teen. Que eu simplesmente tento encarar a vida como ela é, mesmo as vezes não conseguindo. 
Vou confessar que preciso urgentemente de criatividade, se não meu mundo para de funcionar.

# Que, se eu fosse a  Jéssica de antes dele,
eu seria totalmente  sem graça.

11 de novembro de 2010

começo, meio, sem fim ?

Hoje é engraçado ler certos textos que eu já fiz, acho que eu sempre me surpreendo com meus textos antigos. Eles eram tão bobos, e hoje eu vejo que não me serviram de nada, nada é muita coisa, porque eles me marcaram certas épocas da minha vida e me fizeram crescer de alguma forma. Me pego rindo com certas coisas escritas para certas pessoas, e que hoje eu nem consigo mais olhar no rosto. Porém que ainda mexem comigo de uma forma que eu mesma não consigo acreditar. Eu ainda fico impressionada com a forma que ex-namorados conseguem nos surpreender sem nem perceber.
Não me arrependo de ter dito eu te amo tantas vezes para ele, mesmo sabendo que depois de tudo eu fui trocada. Não me arrependo pois ele fez parte, aliás, ele foi a mão na roda para o meu crescimento, para o meu aprendizado com a vida, e com os homens. Hoje eu só consigo agradecer ele por ter me deixado no tempo certo, mas eu não posso mais agradecê-lo, porque eu nem mais falo com ele. E é isso que me faz rir. Antes, ele era o amor da minha vida merda agora ele não é mais nada, não é colega e muito menos amigo. Mas na época para mim, ele era a pessoa certa. A pessoa que eu tinha escolhido para viver o resto da minha vida megatensoisso mas hoje eu vejo que era só coisa de momento, mas eu não ligo porque na hora ele era o que eu mais precisava, ele era a pessoa certa naquelemomento .
É por vários motivos que eu acredito em amor pela metade. Não acredito que o que eu sentia era só mais um sonho de criança, pode até ser para VOCÊ, mas para mim não é, pois só eu sei o quanto eu já gostei dele, o quanto ele me fazia sentir, o quanto eu precisava dele. Eu sei que eu errei, e o maior erro que eu cometi foi ter feito da vida dele a minha. Mas isso passou, ounão e hoje eu me sinto uma pessoa melhor. Uma pessoa que sabe encarar mais fácil certas ilusões, e é por isso que eu gosto desse "novo amor" que eu já escrevi tantas vezes. 
Tem gente que entende o texto todo, tem gente que não entende nada. Tem gente que me conhece só por ler meus textos, tem gente que conhece só pelo o olhar. Tem gente que ama a minha forma de escrever, tem gente que não sabe porque eu continuo ainda postando. Mas eu só sei que eu só continuo por aqui, para eu rir daqui a um tempo, como eu tenho rido de uns tempos para cá. 

# Eu não sei se eleS ainda mexem comigo da mesma forma
que já mexeram um dia.

9 de novembro de 2010

TáBem.

O tempo passa tão rápido que eu nem percebi, assim como eu nunca percebo. Ontem as coisas eram de uma forma encantadora,  hoje tudo mudou de uma forma que nem eu mesma saberia explicar, pois eu também não consigo mais entender nada.
Pessoas que fazia parte da minha vida, pessoas que eu esperava que fosse encontrar no futuro, hoje são só pessoas iguais a todas as outras que eu já esbarrei pelo mundo. 
Eu não esperava que fosse desse jeito, mas como foi eu vou tentar me acostumar. Talvez seja melhor para mim, como também pode ser muito melhor para ela. Talvez um dia eu entenda como tudo pode mudar por causa de um namoro. Mas hoje mais do que nunca eu sei que namoros podem acabar com certas amizades. Eu sempre soube que chegaria nesse ponto, até que eu pensei que iria demorar beeem menos, ela me surpreendeu nesses 6 meses. E o mais incrível é que foi eu que ajudei, mas vou dizer uma coisa, eu não me arrependo de jeito nenhum de ter juntados eles,  pois prefiro eles dois juntos, do que a minha amizade para deixá-los tristes.
Eu só queria que tudo voltasse a ser como era antes, pois o que está acontecendo não tem nada de legal.

# O que parece não ter fim, é sempre mais encantador. 
E o que aconteceu não tem nada de encantador .

31 de outubro de 2010

Mais uma vez ...

Como sempre venho a escrever, me lembro de você. Isso para mim, já é se tornou rotina, um costume. Deve ser pelo fato de você estar sempre nos meus pensamentos, mesmo eu sabendo que já não deveria mais estar. Você tem sido um grande erro na minha vida, e isso já está consumado dentro de mim, mas você é o erro que eu gosto de cometer, você é o erro que mais me atrai. Queria mudar completamente meus pensamentos, queria tirar você de uma vez de dentro de mim, sem deixar nenhuma migalha desse amor doentio que eu sinto. Queria eu, mais uma vez ser feliz sem você, mas como conseguiria se uma parte da minha felicidade se resume a você?
Quase, ou mais, de um ano que você me persegue, como consigo gostar tanto tempo de uma mesma pessoa? Isso nunca aconteceu comigo da forma que está acontecendo. Eu, já não sou eu mesma quando estou com você, eu já não digo as mesmas palavras quando estou com você, minhas pernas já não são as mesmas quando eu estou perto de você, eu já não sou mais eu mesma depois de você.
Você me pegou desprevenida, me colocou nesse seu mundinho pequeno que é cercado por pessoas que você acha que ama de verdade, então (...)
"O terceiro me chegou como quem chega do nada. Ele não me trouxe nada também nada perguntou. Mal sei como ele se chama mas entendo o que ele quer. Se deitou na minha cama e me chama de mulher. Foi chegando sorrateiro e antes que eu dissesse não, se instalou feito posseiro, dentro do meu coração. "
Chico Buarque já tinha razão, o terceiro é sempre melhor, pois o meu passado já é de passado é de luta e vitória. 
Só te peço, aliás, não te peço mais nada, pois vivo de um jeito melhor quando eu te esqueço, por alguns minutos quiçá por algumas horas. 

# Faça o de hoje, para o que o de amanhã tenha valor.

25 de outubro de 2010

Meu blog.

A um tempo eu já não sei mais o que escrever, será que depois de tanto tempo eu deixarei o blog de lado sem nem perceber? Eu prometi para mim mesma que não ia deixar de lado o que eu comecei, mas será que isso virá a acontecer sem eu ao menos perceber?
Comecei o blog pelo simples fato de ter começado uma vida nova, de ter encontrado um novo amor, de ter a antiga vontade que eu sempre tive que foi a de escrever, nunca escrevi boas narrações, nunca fiz histórias mirabolantes, eu só escrevo o que eu sinto, o que eu vejo, e o que eu quero. Uma certa vez eu fiz um blog, quando eu era bem novinha, mas não deu muito certo, mas ano passado depois de passado alguns anos, eu consegui fazê-lo, e hoje eu estou aqui, depois de um tempo, escrevendo textos mais sem sentido do que antigamente, mais sem perna e nem cabeça, mas quem leu, e viu todos os meus textos percebe uma grande diferença neles, conhece a minha vida de uma certa forma, mais a cima de tudo, vê como meus pensamentos mudaram!
E esse negócio de mudar, me lembra a descrição do meu blog! Na verdade eu nunca tive muita criatividade com  nomes de blog, nem de twitter, nem de nada! Mas na hora que eu estava fazendo o blog, na descrição, me veio na mente de repente, " eu prefiro ser essa metamorfose ambulante, do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo" , o que para mim ,não deixa de ser uma grande verdade! E o título do blog, veio da onde? É, pode soar mega estranho " Borboleta Fluorescente" , e na verdade não deixa de ser, mas vamos lá: eu desde de pequena, - eu sou pequena eu sei - enfim, eu sempre tive um amor enorme por borboletas azuis, e flores fluorescentes, então quando eu fiz o blog eu perguntei a uma certa pessoa, qual eu colocaria borboleta azul, ou flor fluorescente, e a pessoa me respondeu, 'Borboleta Fluorescente" então, é por isso que eu tenho um amor muito grande pelo título do meu blog, e pela descrição!
Acho que pra quem não tinha o que escrever, fez um texto bem grande hein ! IEUAHUIEAHE '
enfim (...)

 # Um dia quem sabe, eu perca a vontade de escrever. 

14 de outubro de 2010

Um peso a mais.

Tenho passado por uma fase onde meus pensamentos já não são mais os mesmos. Aprendi que o que eu faço a um bom tempo, é muito errado, tanto pra mim quanto para a outra pessoa. Certos fatos, tem acontencido e eu tenho tido uma vontade imensa de chorar, pelo fato de saber que fiz tudo errado. Sabe quando te dizem que algo é completamente errado, e você veste a carapuça pois você sabe que você já fez? Então! É disso que eu estou falando. Por isso, eu tenho ficado um bom tempo sem postar, tenho me dedicado a uma coisa que é mais do que certa na minha vida. Tenho tentado mudar meus pensamentos, mesmo que as vezes eles veem sem eu nem perceber. Mas o que eu posso fazer se toda coisa que eu faço, ou que eu vejo, me faz lembrar você?
Mas o que realmente importa, é que eu tenho tentado ao máximo te deixar longe dos meus pensamentos, por um bom tempo, quem sabe pra sempre

~ minha consciência engordou.

30 de setembro de 2010

Um irmão, quase de sangue.

Me lembro como se fosse hoje quando me apaixonei pelo menino lindo, mais velho, mais inteligente e tão tímido do colégio. Era só mais destaque visual e mais um amor de criança que a gente cultiva quando criança. Eu me achava tão adulta, me sentia tanto e ficava imaginando COMO ele não me olhava, como ele podia não notar em mim. 
Depois de quase cinco anos eu pude ver o quanto eu era boba em querer-te do meu lado, mas eu sempre soube que alguma coisa nos ligava, e hoje eu tenho certeza que era/é a amizade. Você me mostrou que amizade entre homem e mulher existe, você me mostrou que um menino pode se tornar muito mais que um amigo, um irmão! Você me mostrou coisas que jamais pensei que mostraria, mas além de tudo você me surpreendeu. e eu adoro quando as pessoas fazem isso, você confiou em mim, acreditou que criar uma amizade comigo era possível, e hoje eu vejo em você não mais um amigo de colégio, ou um menino lindo, eu vejo em você um irmão que eu tenho certeza que ficará marcado por anos dentro de mim. 
As vezes pode parecer que eu não ligo para você, queu não quero te encontrar todos os dias, ou até parecer que eu não te dou assunto no msn, mas isso tudo não é verdade, você é a amizade masculina mais verdadeira que eu tenho. Com você não compartilho segredos, não escondo os meus erros, pois eu sei que quem é amigo é! Quando precisa dar uma bronca, dá. Te mostra o seu defeito, te insentiva na sua busca, te aplica conselhos, te guia, dá um abraço sincero, mas a cima de tudo, confia!
Não sei quanto tempo demorou para você ver em mim um amiga de verdade, só que eu sei que conquistei a sua confiança de uma forma simples e com o meu jeito de ser, não vesti nenhuma máscara para te conquistar, não inventei histórias mirabolantes para acreditar em mim, só sei que conquistei seu coração, e você pode ter toda certeza do mundo que conquistou o meu de uma forma única. E que com o passar do tempo criei uma confiança em ti, que não criei em muitos pela vida. Os anos que nos envolve não são nada comparados o tempo que quero ficar perto de ti, que quero doar a minha amizade para você, mas eu sei que um dia tudo passa, e mesmo que a gente tente cultivar um dia passa, mas meu carinho e minha adimiração por ti serão infinitas, pois só eu sei o quanto você me ajudou, o quanto me apoiou, o quanto me fez feliz (...)
Obrigado por fazer parte da minha vida, obrigado por ter entrado nela sem o menor sentido e por ter permacido de uma forma especial e única. Você é o irmão que eu escolhi para seguir junto a mim. O que eu sinto por ti vai além das palavras, quando eu te vejo abro um sorriso pois eu sei que você é mais uma dádiva na minha vida. Perto de ti perco a timidez que as vezes bate a minha porta, perto de ti me sinto melhor, perto de ti me sinto mais amada.

Ps: Muito mais do que eu imaginva um dia se tornar, você se tornou; Meu Felipe Mello Mendes

24 de setembro de 2010

Rio de Janeiro,

24 de setembro de 2010;
Eu sempre reparei em você desde a primeira vez, mas quando eu te conheci achei que já fosse tarde pelo fato de você ter um apego, e eu estar com pensamentos bem longe de você, eu também estava com um ótimo apego que me atormentou por certo tempo, depois ele foi embora, e eu te conheci. Foi como tivesse encontrado o que eu sempre procurei, mas sempre soube que não teria nenhuma chance. Mas tudo aconteceu de uma hora para outra, e a gente acabou se unindo. Foi quando eu percebi que estava nascendo uma nova paixão dentro de mim, que me queimava só de lembrar o que tínhamos passado juntos. E agora depois de tanto tempo, eu cultivei um sentimento dentro de mim que só aumentou a cada segundo que eu estava ao seu lado, a cada instante sorrindo, a cada olhar, a cada conversa, uma amizade a cima de tudo se criou. 
Me lembro como se fosse ontem quando eu te conheci, me lembro como tudo começou, quando você era apenas mais um no meu dia-a-dia, quando não fazia a mínima diferença, era só mais um menino bonito. Como tenho vontade de voltar naquele tempo só pra lembrar como era divertido ficar te admirando, já que hoje não passa de um simples aperto dentro de mim. Como as coisas podem mudar tão rápido? Entre a gente nunca houve nada, mas dentro de mim sempre acreditei que um dia eu conseguiria, hoje as coisas mudaram, como sempre mudam, e eu vejo que eu já não conseguiria. 
Minha maior vontade é dizer para você largar tudo e vir junto comigo, pois só eu sei o quanto eu posso te fazer feliz, só eu sei o que eu sinto por você, só eu sei o que eu seria capaz de fazer só para ficar ao seu lado por mais algumas vezes, mesmo que tudo desse errado a gente pelo menos teríamos tentado, não seria um tentar como o primeiro, queria que você tentasse de corpo e alma, com um tentar com uma fé de grão de mostarda dentro do coração. Quero tantas coisas que já não sei como nomeá-las, já não sei mais colocá-las em ordem, mas se as colocassem e enumerasse, eu tenho quase certeza que você seria uma das minhas primeiras coisas que eu mais quero, que eu mais desejo. Você é o sonho que eu sempre busquei na minha infância. Sei que daqui a algum tempo rirei de mim mesma quando reler isso aqui, mas não me importo porque tudo é uma questão de escolhas, e momentos. Então, se eu digo isso hoje, não é da boca pra fora, porque já não sei mais fazer isso, já perdi essa minha qualidade ou defeito a um tempo atrás.
Toda vez que eu te vejo meu coração despara, as sílabas se embaralham na minha língua, a gagueira que eu nunca tive surge de um instante para o outro, que quando eu vejo só estou dando mancada só pra você poder reparar em mim, só pra você me olhar com aquela cara de desdem que só você sabe fazer, que você sabe, e tem certeza, que eu adoro. Quando te vejo, me sinto presa dentro de um casulo querendo a liberdade como uma largata que se transforma em borboleta, mas quando eu consigo essa proesa de me sintir liberta perto de você, eu morro em apenas um dia, assim como a borboleta.
Acho que você já não sai dos meus pensamentos, e isso é o que mais me alegra, pois de uma coisa eu tenho certeza, eu não quero te esquecer pois sei que iria me arrepender se fizesse. Mas eu só posso te pedir a sua amizade, o que de mais precioso você pode me dar. Porque a melhor coisa sensação da minha vida, você já me deu. Obrigado por fazer de cada dia meu, melhor só de poder estar ao seu lado.


Ele fez meu peito cantar outra vez ~

Ps: Não existem mais palavras que eu possa escrever pra falar de tanto amor. Entenda por favor, que uma carta é muito pouco para revelar o retrato da tristeza e a cicatriz da saudade que você deixou no meu peito. Tatuagem de amor, não tem jeito nunca vai sair de mim esta dor. Entenda o que eu vou te dizer: (Dois pontos), vem de volta pro meu coração!(Exclamação), não posso viver sem você, não tenho razão nem porquê me acostumar com a saudade. Nem vírgula vai separar nessa oração, teu nome da minha paixão não leve a mal eu sei que não sou escritor, é só uma carta de amor de alguém que te quer de verdade.

22 de setembro de 2010

Tudo fora do seu lugar.

Tudo aconteceu tão de repente, as coisas só foram se encaixando e o quebra-cabeça, que sempre quebrou a minha cabeça, ficou completo de uma forma que eu já não esperava que um dia ele fosse resolvido, mas como eu sou pobre, o encanto se acabou muito rápido porém te digo que era o que eu esperava, pois eu sempre sei que no fim é sempre a mesma coisa. 
Sinto uma falta muito grande do começo do ano, mas já não vejo a hora desse ir embora e levar a minha tristeza embora, queria que esse aperto que está dentro de mim sumisse por um instante muito grande, que me fizesse te esquecer por sequer 5 minutos, mas já não consigo. Como pode? Acho que isso já não é amor, é posse! Eu que sempre detestei esse amor doentio, que deixa de ser amor e passa a ser um desejo de posse. Mas é sempre assim, as coisas são sempre da mesma forma, e esse final que nunca é feliz, nunca dá nada certo, aonde eu estou errando? 
Queria me ver livre de você por um instante sequer, para ver como eu era feliz antes de você ter entrado na minha vida, mas eu já não consigo mais, porque hoje minha felicidade é te ver feliz. Quero que você seje muito feliz, mas não consigo não me ver ao seu lado, já não tenho mais motivação em viver se não for ao seu lado, e eu sei que estou errando da mesma forma, assim como eu já errei no passado, mas eu preciso de você, eu preciso estar ao seu lado, eu preciso te ver sorrir, meu corpo pede você, minha alma grita por você, minha mente só pensa em você, eu já não sou o que eu era antes de você (...) o que você me fez crescer ninguém mais fará pois te dei o que de melhor eu podia dar, sempre te dei o meu maior carinho, o meu maior amor, sempre medi minhas palavras para não te ferir, sempre tive a vontade de te agarrar mas nunca o fiz, já fiz tantas coisas por você que talvez você nem saiba, ou não ligue, mas tenho certeza de que cada coisa que você já fez por mim, eu guardei todas elas dentro de mim, as ruins guardo no coração as boas guardo nas lembranças. 

Eu só queria ser feliz, como eu já fui um dia (...)


Ps: Madrugada fria, eu aqui sozinho precisando te encontrar. Onde está você? Já são altas horas, eu te esperando mas não quero nem pensar se você não vem, pra me aquecer nesta solidão. Não suporto mais sofrer, quero tanto o seu amor. O tempo parou, eu nem percebi, acho que você chegou quando adormeci. Tenho tanto pra dizer, dentro do meu coração, eu não fiz por merecer tanta solidão. Eu preciso de você, estou apaixonado não consigo te esquecer, fica do meu lado. Madrugada fria (...) Exatassamba/Madrugada Fria.

16 de setembro de 2010

Certa vez.

Uma vez deitei em minha cama e comecei a chorar. Chorar pelo fato de saber que você já não era, assim como nunca foi, só meu. Mordia o travesseiro de raiva e aquilo cada vez mais me pertubava, sem saber o que fazer, peguei meu caderno e fiz uma lista das coisas que você já me fez mal, essa lista ficou relativamente bem grande para meu grande espanto! Fiz essa lista só para ver o quanto você me corrói, o quanto o seu amor me dói. Chegando ao fim desse meu pequeno e grande desgosto, vi que todas aquelas coisas só me faziam te amar mais, cada vez mais, e para meu grande espatanto/2 vi que não consigo sequer te odiar por um simples segundo. Quando me pego vendo o que já aconteceu, vendo que você nunca na verdade ligou para mim, fico triste, sentanda em um canto com um milhão de pessoas a minha volta vendo que nenhuma delas me satisfazem como você. Queria tentar entender o que está dentro de mim, queria conseguir ver o tamanho do meu sentimento por você, queria saber se ela te ama mais do que eu ... mas só sei de uma coisa; você é só o meu amigo. Uma certa vez me perguntei o que seria de mim, hoje, se não tivesse você ao meu lado, e minha resposta foi simples e clara: - se eu não tivesse te conhecido, não faria a mínima diferença; mas se eu tivesse te perdido, já não sei como eu me sentiria, como eu reagiria só em saber que você se foi, saber que eu jamais iria poder te ver de novo, que jamais sentiria o seu cheiro, que eu nunca mais iria poder ver  o seu sorriso que me faz se apaixonar todas as vezes em que te vejo. Que eu já não conseguiria ver as nossas fotos, que me fariam lembrar como eu te amei, não consigo nem imaginar qual seria a minha reação se você se fosse para uma outra vida, em que eu já não mais estaria contigo. São tantas as respostas que já nem sei como terminar, se é que eu terminaria  (...)
Uma vez pedi a Deus que me trouxesse você, dessa vez eu vi que errei muito feio, só de pedir isso a Deus, pois isso deixaria de ser uma vontade só minha, mexeria também com a sua, e já não acho isso certo. Eu só posso pedir a Deus que te faça feliz, seja com quem for, seja aonde for, e quando for. Eu só quero te ver feliz, mas mais feliz seria eu, se pudesse ter você, mais algumas vezes. 

Eu já não sei o que se passa dentro de mim...

13 de setembro de 2010

Um amigo, que jamais pensei.

Quando eu te conheci eu jamais pensei que fosse ser como hoje. Eu era apenas mais uma criança, toda boba, toda estraha, toda feliz só em saber que te encontraria na hora do intervalo, e que eu tinha certeza que você iria vir e me pedir uma bala ou tentaria pegar o pirulito de coração da minha boca. Eu sempre sabia que no dia seguinte você estaria lá, até nos meus sábados eu sabia que você estaria lá. Mas de uma hora para outra as coisas mudaram você se foi para um lugar distante e os contatos se tornaram raros, e uma amizade que eu não sabia que tinha se esfriou, porém assim como o tempo te leva pessoas, ele também as trazem de volta, e você é uma dessas.
Hoje já não sei como te mostrar o que eu sinto por você, eu tenho certeza que vai além do tamanho que eu penso que sejas, e se é que tem tamanho ... Só posso te dizer que o que eu sinto vai muito além das palavras que eu escrevo, vai além das atitudes, e dos momentos que já compartilhamos juntos.
Sei que não estive em todos os momentos de felicidade, e também sei que não estive presente em certos acontecimentos ruins que aconteceu, mas isso não importa porque eu sei que se eu pudesse eu faria tudo novamente, porque eu sei que você me perdoaria de qualquer forma. E como você disse, é impossível não se apaixonar por você, você é a pérola que eu mergulhei pra encontrar, você é assim tudo pra mim é mais do que eu já sonhei um dia.
Me sinto culpada por ter deixado a nossa amizade ter se esfriado, mas hoje pode ter todas as certezas desse mundo que eu jamais farei isso novamente, agora irei sempre em busca do seu amor, e farei como naquele filme, Como se fosse a primeira vez, vou fazer de cada dia de nossa amizade, um novo dia. Pois assim tenho certeza que jamais deixarei você se perder no tempo, mais uma vez.
No texto anterior eu disse que tenho vergonha quando uma pessoa que eu menos espero que leia o meu blog, vai lá e lê, e pode ter certeza que você hoje foi uma delas, e que de uma certa forma me sinto honrada pelo privilégio de você ter lidos meus textos, e ter falado as coisas que disse, não sei com que palavras te dizer o que eu senti na hora, de verdade. Mas a vida é assim, eu só espero que a nossa promessa não se caia no esquecimento (...)'


Ps: De repente a dor, de esperar terminou. E o amor veio enfim, eu que sempre sonhei mas não acreditei, muito em mim. Vi o tempo passar, o inverno chegar. Outra vez mas desta vez, todo pranto sumiu, um encanto surgiu, Meu amor. Você é mais do que sei, é mais que pensei, é mais que esperava, baby! Você, é algo assim, é tudo pra mim, é como eu sonhava, baby! Sou feliz agora, não não vá embora não (...) ♪ - Você; Tim Maia.

Eu te amo mais que qualquer coisa, Eduardo Aroso Barbério.

7 de setembro de 2010

Escrevo, pra que?

Se eu não gosto de português como posso gostar de escrever? Deve ser pelo fato de eu escrever de uma forma tão infantil, de só ir juntando as palavras, transmitindo meus pensamentos não ligando em momento algum se eu errei na concordância ou errei em uma regência. É, eu não sou uma boa aluna em redação, e nem em português e como pode alguém comentar nos meus textos que eles são legais? É, não acredito que eu escreva bem, porque eu sei que não escrevo, e não me importo. Eu só gosto de escrever.
Ultimamente tenho tido muita vergonha de postar no blog, muita mesmo! Pessoas que eu jamais pensei que passariam por aqui, chegam e falam: Adorei o seu blog. Fico vermelha de vergonha, pois afinal todos sabem para quem eu escrevo, todos sabem o que se passa dentro de mim, infelismente é desse jeito, infelismente está escrito na minha testa, e no meu blog, o que eu sinto, mas nem por isso eu vou deixar de postar sobre ele, sobre os meus sentimentos, sobre os meus medos, ou até mesmo sobre alguma coisa (...)
Pois afinal de contas, meu blog conta a minha história, mostra como eu era inúltil a um ano atrás quando eu comecei a escrevê-lo, que por mais que digam que meus textos são legais, acho que nenhum deles chegam aos pés do meu primeiro texto, que vai ficar eterno na minha mente, e que afinal, aconteceu tudo o que eu menos queria.
Hoje, faz um ano que eu estou solteira, e parece que foi ontem que eu passei dias e dias chorando por uma pessoa que já nem lembra da minha existência, mas as coisas são assim, as pessoas mudam, os pensamentos mudam, as promessas mudam... E também eu pensava que hoje eu estaria chorando só de lembrar como tudo acabou, e pelo contrário, passei o dia todo rindo, um pouco apreensiva por questões pessoais mas nada demais.
Enfim, fico por aqui, só dizendo que eu escrevo com palavras de crianças, pois assim fica mais fácil de eu entender.

Ps: Queria escrever muito mais, eu sei que sai do tema, mas estava com uma vontade imensa de escrever, e eu sei que ficou muito grande, não precisa ler não! :D

28 de agosto de 2010

Destino.

Hoje mais do que nunca eu acredito em destino, conhecidências jamais existirão. Fatos pequenos mudam uma história toda, e fazem de um final muito diferente do começo. Hoje, mais do que nunca eu acredito em contos de fadas, e mesmo que o seu príncipe esteja mais para sapo, ele será o seu príncipe. As coisas são assim, nada do que você planeja a dias dá certo, mas coisas ruins que acontece com você fazem desse plano uma coisa que jamais existirá, e logo depois vem um fim super feliz. O destino é assim, se tivera que acontecer, acontecerá. E hoje mais do que nunca eu acredito!


Ps: O que tiver que ser, sempre será! VIVA AO DESTINO.

20 de agosto de 2010

Apenas mais um de tantos.

Fico sentada em frente ao computador e fico pensando como posso não sentir ciúmes, e como posso não ficar triste em ver o que está acontecendo? Deve ser porque eu quero te ver feliz, independentemente com quem sejas. Não sou dessas mulheres que pensam que se o homem não for meu, e ele não vai ser mais de ninguém e quando digo essas palavras pode ter certeza que estou falando da boca para fora. Quando decidimos irmos cada um para o seu canto e a continuarmos amigos, não aceitei muito não, porque queria arriscar todas as cartas do baralho, até que sobrassem só uma e se chegasse a última carta eu a te entregaria e deixaria você fazer o que quiser com ela. Mas hoje, meu baralho ainda está completo só em saber que você está feliz, e que você ainda é, acima de tudo, o meu amigo! Aquele que eu tenho certeza que eu posso confiar e que posso contar em qualquer momento.
Se eu digo que te amo, é porque eu te amo. Pois, não conseguiria mentir para você em algum momento e se eu mentir em algum momento, é porque acredito que seja a melhor coisa a se fazer. Só queria em algum momento, poder te dizer frente a frente, o quanto você importa para mim, o quanto você significa para mim, mas me falta coragem. Talvez porque eu não seja tão cara de pau como eu pensei que fosse, mas o que eu estaria perdendo se eu a fizesse? Uma carta de amiga não tem nada demais, não é mesmo? Vou ver se tenho coragem para isso.
Me sinto leve só de saber que você está feliz, mesmo que não seja ao meu lado. Mesmo que tudo mude de alguma forma, pois é sempre isso que acontece mas se o passado não interferiu eu te peço para o que o presente se torne eterno. Eu te amo, menino gamado.


Ps: Eu sei que vou chorar. A cada ausência tua eu vou chorar. Mas cada volta tua há de apagar, o que esta ausência tua me causou. Eu sei que vou sofrer a eterna desventura de viver, a espera de viver ao lado teu. Por toda a minha vida. ♫

8 de agosto de 2010

Two people.

De uns tempos para cá, venho tentando me convencer de que não é possível você gostar de duas pessoas. esse pensamento vem me tomando de uma tal forma que não nem que palavras usar para expressar tal profunda confusão que eu tenho sobre meus sentimentos. Saber separar os fatos acontecidos e os sentimentos, vem sendo cada vez mais difícil de acontecer, não sabendo o porque venho me fazendo essa pergunta a cada noite de cada dia essa pergunta. 'Como pode alguém gostar de duas pessoas?'.
O passado que bate a minha porta toda vez que eu olho para traz, e o presente que me dá tanta alegria em saber que o tenho ao meu lado, mas nem tão do meu lado assim. Esse passado que me traz infelicidade, me traz ódio, e o presente que só me traz alegrias e que eu não consigo nem por um momento se quer odiar. Já me disseram uma vez que não se deve olhar para o passado, e até acho isso certo, temos que viver o presente, e sempre pensando no futuro.
Toda vez que eu me pergunto, eu vejo que sim, é possível gostar de duas pessoas. Duas pessoas que fizeram parte de um grande passo na minha vida, cada um com o seu defeito, cada um com a sua qualidade, de alguma forma me completa. Me sinto inteira quando penso neles dois, me sinto diferente quando penso neles dois.
Posso até ter um ar de louca escrevendo esse texto, mas não me acho! Tantas menins por aí, tem essa dúvida, mas eu digo, se eu for louca é só porque eu não consigo odiar o meu presente. Mas logo após, eu vejo que nenhum desses dois, irão fazer parte do meu futuro, talvez o presente até faça, mas como um grande amigo, e assim eu espero que seja.
Meus sentimentos confusos, são o meu abrigo e é assim que eu vivo.

Ps: Pelo menos eu já beijei os dois/  W.A

30 de julho de 2010

One year.

Hoje eu acordei estranha, sem vontade de levantar da cama, com a simples certeza de que hoje nada iria fazer sentido como o hoje a um ano atrás, o que antes eram flores e cores, hoje são apenas coisas sem sentido que eu nem ao menos posso explicar. Nunca imaginei que fosse ser tão difícil, tão estranho amar alguém.
Eu sempre soube que tudo teria o seu fim, mas nunca pensei que o fim estivesse tão perto do início como esteve a um tempo atrás. Ainda me pego pelos cantos pensando em você, fazendo as coisas que nós fazíamos juntos. Dizem que o tempo leva tudo, e porque ele ainda não levou esse sentimento que eu sinto por ti, de uma vez só ?
Seria tão mais fácil, poder me entregar de verdade a outro alguém sem a sensação de que estou apenas usando essa pessoa para suprir a falta que você me faz, a falta que eu não queria que você me fizesse, seria tudo tão mais fácil se os contos de fada existissem e o meu príncipe encantado batesse na minha porta e quando ele fosse embora levasse também as lembranças de um passado que volta a tona toda vez que penso em você.
 Um pensamento que só me traaz lembranças ruins, pois todas as boas eu já gastei no tempo em que eu me enganava em que você ria voltar. Como eu pude ser tão tola a chegair em pensar nisso ? Hoje eu só desejo que você o quanto antes possa desaparecer, como se nunca tivesse existido, da minha vida. Queria ter esse mesmo pensamento mesquinho que você tem, esse pensamento que você irá se arrepender de um dia ter pensado. Mas enfim, eu só peço ao tempo, que te leve assim como já leveram tantos outros, e mesmo que demore mais um ano para eu te esquecer, eu só peço que você se vá um dia, do meu coração .



Ps:  Ontem, dia 29/07 fez um ano que eu compro uma promessa, que é continuar com meu blog! Um ano de blog, iupi õ/ E nada mais como uma forma ótima de completar um ano, fiz um texto compartilhado com a minha melhor amiga, e tinha que ser sobre o mesmo tema do primeiro texto né ? haha, enfim. Um ano de blog, é tudo de bom! E melhor ainda, são cinco anos de amizade verdadeira. 
Thayná Marques,

22 de julho de 2010

Brasil.

Hoje, após de algumas semanas que a copa do mundo se foi para longe, junto com o sonho do hexa campeonato, para onde foram todas aquelas blusas amarelas, verdes, azuis, aquelas unhas pintadas com a bandeira brasileira, com cabelos pintados de verde, as caras lambuzadas de verde e amarelo, e as vuvuzelas? É, elas ficaram só nas lembranças, e guardadas no fundo do armário. E quem hoje bate no peito e tem orgulho de ser brasileiro? Se fossemos contar quantas pessoas estão andando com a blusa da nossa seleção pela cidade hoje, acho que não encontraríamos nem dez. É! Brasileiros são assim, infelizmente, por isso não fiz questão de torcer mas não vou dizer que não gostei de ver o país unido por um só ideal.Chorei nos últimos cinco minutos de jogo! Eu sabia e tinha dito que o Brasil não conseguiria passar pela a Holanda, mas não pude deixar de derramar lágrimas com a decepção. Não gostei do time que o Dunga escalou, mas também quis acreditar neles, pois Romário em 98, trouxe a taça que conquistou sozinho.
Enfim, a questão é: hoje quem tem orgulho de ser brasileiro? O mundo poderia ser copa o ano inteiro.

Ps: Eu não sou tão patrióta como deveria ser, mas faço a minha parte para mudar as coisas.

13 de julho de 2010

Samanta de LIma.

Como demonstrar um carinho e um amor por uma pessoa tão importante para nós? Eu, uso muito a fala, como muitos sabem, mas também tem um gosto pela escrita enorme.Então vou-me já.
Samanta, você não tem noção o quão é importante na minha vida, você pra mim é como quando uma florzinha nasce na orquídea da minha mãe, a felicidade que ela tem só de saber que ela está lá, na frente da minha casa, dando um ae rosinha na entrada da minha casa. É mágico!
Saber que tenho alguém para chorar no ombro, é muito importante. Receber conselhos verdadeiros e carinhosos, contar segredos, apoiar em primeiro lugar, dar amor, carinho, acreditar uma na outra, confiar. DIzem que quando se quebra o cristal da confiança é quebrado, nunca mais consegue-se unir todas as pedrinhas de novo, eu acredito! Mas a verdade, é que minha confiança em você, no fundo nunca foi deixada de lado, ois eu sempre tive o desejo de estar ao seu lado, a vontade de poder contar com você quando eu precisa-se, e ainda por cima poder te abraçar, como é/era feito todo dia de manhã no colégio, com aquela palavra dita bem mais alta, MIGS *-*
Nem tem mais graça eu agradecer por você estar do meu lado sempre que eu preciso, e quando eu não preciso, acho que não tem mais graça porque o meu sentimento por você, ultrapassa barreiras e fronteiras, orkut e msn! Eu adoro estar com você, eu amo saber que você me completa. Eu amo ser uma das PRIMEIRAS MIGS, que você teve no colégio!
Eu te amo, eu te adoro, eu te odeio, eu te completo & Eu te amo mais uma vez 

Ps: Uma música pra marcar a nossa amizade, pra sempre!

11 de julho de 2010

Acho que pela primeira vez na vida, eu tive medo de morrer. E foi quando eu realmente percebi, o quanto a minha mãe me ama, e o quanto ela zela pela minha saúde. Vê-la nervosa, só de me ver chorar de dor dentro de um shopping a kilomentros da minha casa, foi trágico! Enfim, isso tudo me fez rever quem são os meus verdadeiros amigos, quem me deu atenção, quem me ligou, quem se preocupou comigo por uns 10 segs. A vida é assim, te dá muitos amigos que dizem que se preocupam com você, que sempre estará lá pro que der e vier, mas deixa só a minha conta bancária depencar, e minha mãe falecer, pra ver onde eu vou morar, espera só ficar entrevado em uma cadeira de rodas, pra ver quem vai te chamar para aquelas festinhas, para aqueles churrasco que tem todo mês com a turminha do colégio, hahaha, me dá vontade até de gargalhar. Não sei se já postei alguma vez aqui, mas agora direi! É uma coisa que poucas pessoas sabem sobre mim, e que não adianta você dizer o que disser, eu continuarei acreditando; eu não acredito, e nunca acreditei em amizades para sempre! Essa parada de dizer, que você é meu amigo pro que der e vier, eu até acredito, porém com muitas restrições, muitas meeeesmo! Enfim, voltando ao início, eu só tenho a agradecer a minha Mãe, que é a minha melhor amiga! Que sabe de muitos segredos meus, e é a ÚNICA no mundo ineteiro, que será eterna na minha vida.!

Ps: fiquei de cama durante uma semana, e só uma pessoa me procurou para saber como eu estava. /todos sabiam que eu estava doente / então, muito obrigada a minha mãe , e a samanta ♥

30 de junho de 2010

Eu's.

Todos quando me conhecem dizem que eu sou forte, sou decidida, sou tagarela e sou super simpática. Logo depois, eu vejo que quem acha isso de mim na verdade não me conhecem. Depois de longas conversas, muitas saídas, é que na verdade as pessoas conhecem a verdadeira Jéssica Loureiro, aquela menina frágil, com muitas, muitas, muitas, e pões muitas dificuldades de escolher, e que só é simpática com quem ela quer.
A verdade é que eu tenho duas personalidades, aquela das pessoas que não me conhecem, e a outra a das pessoas que convivem comigo. Eu gosto mais daquela menina forte, decidida, da que não dá moral para garoto algum, mas vejo que isso tudo é uma criação da minha mente, para me manter sempre por cima, e mostrar para todos que não tenho sofrimentos, não lamento perdas, e que tenho muitos amigos. Pura ilusão!
Quero a maturidade sem essências da minha infância, quero ser independente para ver como é você ter que se virar sozinho pelo mundo, não porque eu não goste da minha vida de adolescente, pelo contrário, eu a amo! Porém não vejo mais graça em festas, em beijar várias bocas, aah! não vejo mais graça.
Mas a questão é, sou uma pedra, sem coração, sou fria, sou grossa, e sou muito antipática! e não gosto de coisas que não valham a pena. tudo é uma mentira não acredite nessa última frase. 

Ps: Sou fera, sou bicho, sou anjo e sou mulher. Minha mãe e minha filha, minha irmã, minha menina. Mas sou minha, só minha e não de quem quiser. Sou Deus, tua Deusa, meu amor ♫

28 de junho de 2010

Índios - Legião Urbana; mas nada a declarar! É tudo o que eu tenho vivido.

15 de junho de 2010

Hoje acordei e olhei para trás, e vi que você até faz diferença no meio dia-a-dia. Queria que isso não fosse verdade, queria dizer que sou totalmente independente de você, queria poder olhar para o futuro e não te ver, mesmo sabendo que você não estará. Queria conseguir não gostar de você, queria me ver livre pra sempre de você.
Amanhã sei que irei acordar e você ainda estará em meus pensamentos, mesmo eu tentando ou pelo menos fingindo que tento te esquecer, mas toda vez que eu lembro de te esquecer, eu sempre me esqueço da parte do esquecer, e lembro cada vez mais de você.
Te peço para que não vá embora sem a nossa despedida, mesmo eu não gostando dessas horas, eu te peço! me dê só mais um beijo, que eu até penso em te deixar mas só penso tá? não te prometo nada. Você nunca se verá livre de mim, mesmo que você queire muito, eu sempre estarei aqui para te sacanear, ou para te pertubar com meus apegos fora de hora, ou até mesmo quando você não quiser que eu esteja.
A verdade é que minha MENOR vontade era de ser emancipada de você! Eu não quero te deixar de lado em nenhuma hipótese, mas se isso vier a acontecer, eu te juro que não foi por uma vontade minha, e sim de uma força maior.
Porque eu sonho com você? Já me disseram que o sonho é o nosso subconsciente falando e mostrando o que queremos, e eu até acredito, pois a muito tempo não sonho mais com o meu lápis roxo. Então te digo, eu acredito em sonhos!
Ninguém acredita em nós, ninguém mesmo. Até eu que já pensei em acreditar um dia, não acredito mais; porque será?
Mas quando eu volto o texto todo, eu vejo é que eu só queria você; de novo!


Ps: Estranho seria se eu não me apaixonasse por você ♪

11 de junho de 2010

Tudo mudou de uma hora para outra, assim como sempre muda, e só depois de um tempo que mudou, que eu percebi. Ontem já faz muito tempo, e hoje está quase acabando, e eu vejo que não fiz nada o que tinha prometido para eu mesma. O tempo passou, eu mudei, você mudou, mesmo que só tenham se passado duas semanas, parece que foi tudo a tão pouco tempo atrás, aliás, parece que foi ontem que eu ouvi você me falando aquelas palavras para mim. Ah, o tempo que passa tão depressa quando eu você está perto, e passa tão arrastado quando eu vejo, ou quando eu sei que você está com outra. Isso sempre acontece, você vira as costas para mim, e no momento seguinte já quer me abraçar de novo, porque no fundo eu sei que você assim como eu, não consegue resistir a nós dois.
A mentira que nos persegue, a ilusão das suas palavras que me ferem a cada segundo que se passa. E olha o mais engraçado de tudo isso, já faz mais de um ano que você me persegue, e nem sabe disso! Haha, chega a ser engraçado, de verdade.
E convenhamos, tu sabe que não consegue ficar longe de mim, e sabe que mesmo que tu não queria você vai acabar me machucando de qualquer forma.
Enfim, você me fez sentir o que eu já não sentia mais.

Ps: Mas é só te ver pra enlouquecer, faço tudo o que você quer. Vou me arrepender depois, mas eu não resisto a nós dois. (OU NÃO)

7 de junho de 2010

Eu só cometo erros, eu sempre faço tudo dar errado! Cansei, cansei simplismente de viver :/

2 de junho de 2010

A verdade é que quem se machuca muito, foi quem confiou muito! E eu te digo, eu nem confiei tanto assim.
Amigos, é o que nós sempre seremos; assim eu espero.

26 de maio de 2010

Eu prometo tentar sem ter esperanças. Prometo olhar para o futuro e não imaginar você do meu lado. Eu prometo ficar de olhos fechados e não ver a sua imagem na minha mente. Prometo tampar o nariz para já não mais sentir o seu cheiro. Prometo simplesmente tentar não me iludir com esse seu tentar.Quem me conhece, hoje diz que eu não sei prometer certas coisas, acho que todas essas eu não vou conseguir te prometer, porque quero tentar acreditar que esse nosso tentar, dará certo. Quero tentar acreditar que amanhã você irá falar comigo no intervalo, e me dará aquele beijo de despedida quando acabar a aula. Quero tentar acreditar que você gosta de mim, quero tentar acreditar que você já não pertece somente aos meus sonhos, e pertece a mim e a mais nenhuma outra menina. Ah! Se eu pudesse entrar na sua cabeça e embaralhar seus pensamentos, juro que não mudaria nada do que você sente por mim, pois se fosse pra mudar talvez eu me arrpede-se no futuro.
Já não mais me importo com o dia de amanhã, só quero saber se o nosso tentar, é um tentar de verdade, ou um tentar simples e seco. Você me dá esperanças sem nem perceber,me dá fotos para eu me imaginar você do meu lado, me dá a sua imagem toda vez que eu fecho os olhos e nem sabe, me dá o seu cheiro que fica cravado feitos estacas que não saem do meu braço, me dá palavras colocadas em perfeita sincronia que fazem de bobagens, poemas encantadores, mas o que você mais me dá de todas as coisas que eu aceito de você, são as dúvidas que me perseguem! As dúvidas que me cercam, as perguntas, as respostas sem sentido.
Hoje, quero tentar acreditar que você está tentando ficar junto de mim...

Ps: meu lápis prata, está novo novamente.

17 de maio de 2010

Agora sou o resto das lágrimas que sobraram em meu peito. Não sou daquelas que guardam um mesmo homem pra sempre, sou o que restou da dor que me tomou.
Penso em um dia esquecer meu passado de felicidade ilusória, para receber alguém novo, um lápis de cor prata em minha vida, tipo aqueles da Faber-Castell de edição limitada, porém gosto daqueles amores comuns, como daqueles de lápis de cor amarela onde todo estojo ainda tem.
Encontrei um lápis amarelo, ele é mais novo, e nem foi tão usado como o prata e o roxo; Quero gastá-lo, fazer ponta, morder, acabar com ele todo. Quero usá-lo até meu papel ficar todo amarelinho, até eu enjoar e jogá-lo fora, e irei voltar a usar o prata, assim como sempre acontece no fim. Um fim totalmente previsível, onde o erro sempre prevalece, um fim que não é digno de contos de fada. E quem disse que eu gosto de contos de fadas? Eu gostava até experimentar o prata, eu acreditava neles e hoje eu prefiro muito mais o lobo-mau ao príncipe loiro do cavalo branco. Ah! O príncipe que é muito perfeito até perder a sua coroa.
Onde está o anel de estrelas que você me prometeu que iria me entregar? As estrelas, aquelas que você sabe que eu amo, hoje já não importa mais, hoje não faz tanta diferença. Hoje só quero que você me rabisque, que me chame para colorir o meu papel. E se isso não acontecer, eu quero é que você mergulhe nesse poço de amargura que você tem criado desde uns tempos para cá.
Hoje já não sei mais o que é amor, aliás, eu nunca soube. Mas a verdade é que eu ainda procuro meu lápis amarelo, e o roxo. O amarelo ainda está inteirinho, e o roxo já está tão gasto que nem uso mais, mas e se eu misturar o roxo com o amarelo, será que vira prata?
Ps: Meus lápis de cores já não são mais os mesmo de ontem .
Ps²: Tathianne Barbosa, sabe do que eu falo. te amo amiga <3

12 de maio de 2010

Tenho vergonha de dizer que você já fez parte da minha vida e que um dia eu fui louca por você, tenho vergonha pois sei que hoje já nem lembras mais de mim. Em meu peito só resta um pedaço da flecha de um cupído trapalhão que por engano acertou meu coração, e que hoje sangra toda vez que eu tento retirar o resto do que sobrou do nosso amor, aquela tal flecha perdida.
Paro, penso e olho para traz como quem não quer nada, para ver como era tão perfeito o que compartilhamos juntos, quando éramos somente um. E toda vez que eu o faço, lembro-me cada vez mais de como é bom ser feliz por um instante ao lado de alguém. Prefiro esquecer como é bom ser feliz, é por isso que a cada vez que eu olho pra traz, tento me lembrar dos momentos ruins que tivemos um com o outro, que é pra ver se a dor que me toma a cada segundo, ameniza.
Porque seu cheiro, sua voz, seus tiques nervoso, me perseguem até hoje? Porque ainda procuro você em outros corpos, se sei que jamais encontrarei alguém como você? Como eu sou boba a ponto de pensar que um dia você ainda vai voltar para mim, e como sou tola de não ter percebido que quando você me amou, você amava mais três por aí! Me sinto cada vez mais burra a cada palavra que escrevo pra ti, palavras que são jogadas no liquidificador sem o menor esforço.
Quanto mais eu penso que te esqueci, mas eu me iludo com essa mentira, essa mentira que é feito um curativo sobre a flecha que ainda está cravada em meu peito.

ps: e cada vez que eu fujo eu me aproximo mais, yeah, e te perder de vista assim é ruim demais, e é por isso que atravesso o teu futuro, e faço das lembranças um lugar seguro. não é que eu queira reviver nenhum passado, e revirar o sentimentos, revirado. e toda vez que eu procuro uma saída, acabo entrando sem querer na sua vida (...) - Ana Carolina.

9 de maio de 2010

Sinto falta de alguém para me abraçar, para poder me colocar no colo. Sinto falta que digam que eu sou só dessa pessoa, sinto falta das noites abraçadss, dos filmes no cinema, de andar de mãos dadas pela rua pra todo mundo ver que somos somente um. Sinto falta de abraços, de beijos na testa, sinto falta de palavras ditas sem o menor sentido. Sinto falta de alguém ao meu lado.
Mas mesmo sentindo toda essa falta de alguém pra ficar junto a mim, eu não quero ter ninguém ao meu lado, meu coração agora é um poço, onde a água já não é mais água, e sim pedra. Hoje sou daquelas mulheres que não ligam para cada homem que passa na minha frente, que os olhos já não brilham para cada menino que diz que me ama. Ah, se você soubesse o bem que me fez em ter me deixado de lado, você não teria me deixado, teria ficado comigo até o fim, me iludindo, me fazendo acreditar que era o melhor pra mim naquele momento.
Eu deixei de ser aquela menina boba que sentia a sua falta, e joguei tudo pro ar, e mandei tudo o que me lembrava você ir catar coquinho, igual aquelas meninas do ensino fundamental.
Aprendi a dar mais valor a mim mesma, aprendi como se deve tratar um homem, aprendi coisas que você nem imagina que tenha me ensinado. Aprendi o simples fato que eu pensei que jamais aprenderia, que seria te esquecer.
Porém, a cada dia que passa eu sinto menos a sua falta.

Ps: " Mas na manhã seguinte, não conte até vinte, se afasta de mim. Pois já não vales nada, és página virada, discartada do meu folhetim. " - Chico Buarque - Folhetim.

26 de abril de 2010

"Uma boa amizade é mais forte do que a morte, a amizade vem de Deus e a Deus deve voltar. Como é bom quando se sabe amar".
Um amigo vai muito mais além do que alguém para conversar, trocar segredos, amigo vem da alma e não da carne. Um amigo de verdade, é aquele que você conversa com olhares e não com palavras, é aquele que ao te ver abre um sorriso mesmo que esteja em tal profunda angústia. É aquele que você não conhece, e nem escolhe, amigo você reconhece.
Um irmão pode até ser um amigo, mas um amigo de verdade será muito mais que um irmão. Confesso que prefiro ter um amigo de verdade do que viver ao lado do meu irmão. Amigo verdadeiro poucos tem o privilégio de ter.
Essa história de um melhor amigo virar um amor acaba acontecendo muito, mas se assim aconteceu eu, Jéssica, não acredito muito que era um melhor amigo não. Amigos serão sempre só amigos, um grande amor sim! Pode virar um amigo, mas um amigo se tornar um grande amor e depois de tudo continuar sendo amigo, muito raro acontecer nos dias de hoje.
ÓH! Sociedade que julga amizade entre homens e mulheres. Na verdade, eu não acreditava muito não nessa história de homem e mulher, mas hoje depois de 4 anos eu posso dizer que eu acredito, eu acredito em amizades assim *-*

Ps: Agradeço a Deus por terem colocados amigos, que se tornaram irmãos para mim. Eu amo vocês Felipe Mendes e Thayná Marques.

8 de abril de 2010

Jéssica Rocha Loureiro.

Sou daquelas meninas chatas que tudo quer. Quero sempre tudo aquilo tachado de errado. Quero chiclete com cores de arco-íris, quero amores intermináveis, quero abraços jamais dados por seres humanos, quero um braço todo cheio de tatuagens, quero cabelos com dreads, quero minhas orelhas com alargadores de 6mm, quero tudo aquilo que eu posso fazer mas nada disso me convém.
Sou daquelas meninas que sofrem por amor, que sofre com os amigos que se vão. Sou daquelas mulheres que gostam de um puxão de cabelo, que gosta quando me chama de escrota, quando me chamam de chata.
Gosto de verde fluorescente, gosto de unhas vermelhas, gosto de olhar para o céu e contar as estrelhas mesmo que eu ganhe uma verruga.
Confesso que meu coração é uma bomba de sentimentos intermináveis, uma bomba de confusão que pode explodir a qualquer momento, e se um dia ela explodir é capaz de eu sair pelo mundo agarrando todo mundo, como uma maluca! aaaah, adoro quando me chamam de maluca, mesmo fingindo que não.
Gosto quando perco as estribeiras e começo a chorar, ou quando começo a dar fora em todo mundo ;x ou até mesmo quando eu começo a dar meu ataque de estrelisse *o* e convenhamos, eles são os melhores.
Gosto de piadas sem graças, aliás gosto das MINHAS piadas sem graça. Elas me divertem, fazem meu mundo mais coROlido *-*
Cansei, cansei simplesmente do fato de falar de mim, e que convenhamos que quem se define se limita.