15 de setembro de 2011

Meu cravo, meu bebe.

     Oi, você aí, você mesmo que vem tirando o meu sono, que vem confundindo a minha mente. Que fez eu esquecer o passado e já não mais ligar pro presente, você mesmo que fez eu acreditar em um futuro, que me fez crer que o futuro ainda pode se tornar colorido, mais colorido que o passado que foi arrancado de dentro de mim, aliás, obrigada por ter conseguido essa proeza que muitos tentaram e só você conseguiu. Você mesmo que mudou os meus dias, minhas emoções e meus finais de semanas. 
     Assim, eu sei que ainda não habito seu coração e também nem faço muita questão que isso aconteça. Ou será que faço e não percebo? Você conseguiu me cegar, me deixar perdida, você me fez começar agir de uma maneira diferente do meu jeito de conviver com os sentimentos. Meu coração é de pedra lembra? Não? Não lembra? Pois é, eu também não lembro... Você se tornou a minha água que perfurou e conseguiu destruir a pedra que havia dentro de mim. Como isso pôde acontecer? Me explica? Queria entender como você conseguiu, você se tornou tanta coisa pra mim em tão pouco tempo, que se torna maluquice isso tudo que eu venho sentindo e insistido em te contar. 
     Poderia muito bem viver sem você, poderia me virar sozinha sem ter que ter alguém pra atrapalhar meus pensamentos, meus sonhos. Nem quando eu vou dormir você sai da minha mente, você entra nos meus sonhos e consegue me seduzir a cada segundo que passa. Você é assim, consegue fazer eu me apaixonar a cada instante que estamos juntos, isso me atormenta de uma forma que nem imagina, é uma coisa que pega fogo dentro de mim. Mesmo com os nossos poucos momentos juntos, pra mim, parece que fazem anos que estamos compartilhando isso. É, vou chamar o que temos de 'isso', porque eu não sei o que temos, se é que temos alguma coisa pode assim se dizer. Eu queria que ter alguma coisa com você, não vou mentir mas não queria que isso fosse mesquinho, pequeno e temporário. 
     Não vou deixar de lado, lutarei até o fim para te ter ao meu lado, ficarei eternamente à sua espera mesmo que não venha acontecer nada do que planejo para o nosso futuro... Eu juro que menti nesse último e pequeno parágrafo...
     Fico-me por aqui porque já te enchi demais com as minhas palavras que não afetarão em nada e talvez até atrapalhem esse nosso isso, mas vai saber o que se passa dentro da sua mente, queria eu poder entrar dentro dela e saber cada coisa que sentes por mim, se é que sentes algo... Beijos da sua futura amante.

Dizem que tô louco por te querer assim, por pedir tão pouco e me dar por feliz....

Um comentário:

  1. Não se afobe não que nada é pra já, amores serão sempre amáveis.

    ResponderExcluir